IMPROBIDADE DO PREFEITO!!!

COMUNICADO IMPORTANTE!

O Prefeito Cesar Silvestri agiu de forma autoritária na instituição do Decreto 4433/2015 que autoriza o aumento da tarifa!

Há uma lei Municipal (link abaixo) que OBRIGA A REALIZAÇÃO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA para o aumento da tarifa!

PREFEITO BURLANDO A PRÓPRIA LEI DO MUNICÍPIO!!

O MPL JÁ ENTROU COM UMA DENÚNCIA JUNTO AO MINISTÉRIO PÚBLICO SOBRE ESSE ATO DE IMPROBIDADE!

AUDIÊNCIA PÚBLICA JÁ!!!

PASSE LIVRE JÁ!!!

http://www.pmg.pr.gov.br/leis/arquivos/2012/2054.pdf

Anúncios
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

VEM PRA RUA VEM, CONTRA A TARIFA!!!

concovação para ato dia 21-02

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

APOIO AOS SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO DO PARANÁ

O MPL GUARAPUAVA apoia os servidores públicos contra a opressão do poder do Estado!

Não podemos deixar que as grandes empresas e as “famílias” privilegiadas do Estado enriqueçam às custas do cidadão e dos servidores públicos!

A falta de transparência, a maquinação com os deputados, os gastos com comissionados e falsa propaganda revelam a forma autoritária e nebulosa que o governo conduz a vida do cidadão, sugando o que pode do seu mísero salário para erguer os impérios milionários das grandes empresas. Não bastando isso, ainda procurou suprimir várias conquistas trabalhistas dos servidores públicos no mesmo momento em que elevou o salário de todos os políticos.

Como sempre, é o pobre trabalhador que paga a conta do enriquecimento absurdo do empresário e do político. Obras superfaturadas, sonegação de impostos, salários e benefícios absurdos para deputados, magistrados e comissionados. O Paraná não paga o seu avanço, mas sim o enriquecimento brutal dos grandes monopólios, dos quais as famílias do município (Matos Leão, Carli e Silvestri) são altamente beneficiadas. O LUCRO CRESCE DA DIMINUIÇÃO DO PODER  E DO BOLSO DO CIDADÃO! Por um lado impostos sugados pela corrupção política, por outro um lucro obtido pelas empresas da exploração protegida pelas leis do Estado, que há muito deixou de atender o cidadão.

RECUAR o “pacote de maldades” não altera a imagem da forma de governo que o Estado vem impondo aos cidadãos. RECUAR significa procurar nova estratégia, mas não nova forma de governar. O mais evidente é que não há escrúpulos para as medidas de austeridade que retornarão da forma mais maquiavélica possível. ISSO É  UM IMPERIALISMO DISFARÇADO!

Nós do MPL apoiamos e nos unimos às lutas dos servidores! É preciso derrubar aquele que explora o cidadão. Execrar aquele que diminui o direito do trabalhador a favor do seu próprio benefício. Deve-nos ser inadmissível que alguns ganhem milhões com facilidade tenra enquanto outros sobrevivam com migalhas, travando lutas hercúleas para obter o mínimo de dignidade na vida e no trabalho!

É preciso que a população inteira lute contra o governo! É preciso que ela mesma assuma o rumo e a forma das suas vidas! É preciso quebrar as portas dos palácios e colocar os reis ao chão!

NÓS LUTAREMOS JUNTOS PARA RESTITUIR O PODER AO POVO!

ABAIXO BETO RICHA! ABAIXO ASSEMBLÉIA VENDIDA!

AVANTE PROFESSOR! AVANTE CIDADÃO!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE O PASSE ÚNICO.

O PASSE ÚNICO E A FALÁCIA DA DEMOCRACIA EM GUARAPUAVA

O transporte coletivo urbano na cidade de Guarapuava sofre com o monopólio operado pela empresa Pérola Do Oeste por mais de 30 anos. Seus gestores são membros de famílias poderosas as quais constituem o cartel do transporte coletivo no Brasil, sendo que no Paraná somos reféns desse cartel operado por uma única família.

Indignados com o modo como é conduzida a gestão do transporte público e pelo elevado preço da tarifa de R$ 2,40, a população guarapuavana vai às ruas em julho de 2013 exigir o seu direito de ir e vir. O atual prefeito Cesar Silvestri Filho, em sua campanha eleitoreira havia prometido o Passe Livre aos estudantes da cidade, mas quando nos sentamos juntamente com outras entidades para discutir o Passe Livre, não fomos levados à sério, pois a principal preocupação do prefeito era “quem vai pagar a conta?”

A ideia do Passe Único surgiu desesperadamente a fim de conter os ânimos dos professores e dos movimentos sociais, os quais se submeteram em formar um Grupo de Trabalho para estudar as condições do transporte na cidade. Seguimos estudando planilhas fraudulentas, catracas não contabilizadas, tabelas rascunhadas, dentre outras inúmeras falcatruas, dando, assim, início ao circo da demagogia.

Nós do MPL Guarapuava sabíamos desde o início que montar uma comissão para estudar aquilo que deveria ser público (e que não era) e ainda participar de algum tipo de debate com uma empresa que está sob investigação pelo Ministério Público seria perca de tempo, mas, como somos também reféns da dita democracia, cientes de que para a construção da história do MPL na cidade dependeríamos de boa intenção e perseverança, nos submetemos à formação desse GT. RESULTADO: a patifaria de não termos uma Audiência Pública para a discussão dos resultados do relatório final apresentado pelo GT. A implantação do Passe Único mantém o lucro da Pérola. Antes o estudante pagava por dia R$ 2,40 com duas meias passagens. Agora a Prefeitura paga R$ 1,40 e o estudante R$ 1,00. Mantém-se o lucro – mantém-se a fraude. O Estudante conquistou uma vitória, mas a democracia ainda se mostra frágil, SUBMISSA ao Executivo, e distante de abalar os ditames dos Monopólios.

O PASSE ÚNICO não foi um projeto discutido, mas implantado de forma autoritária pelo prefeito e pelos vereadores. A pressa de aprovar algo para amenizar a luta e aproveita-la como programa eleitoreiro, não dissimula o fato de o Passe Único ser um conquista do povo mediante as pressões realizadas nas três ocupações do Terminal da Fonte. Nós do MPL não somos contra o Passe Único, pois o consideramos um passo importante, mas repudiamos a democracia celebrada pelas mídias em torno dessa conquista que é do povo e não do Prefeito. Por um lado a mídia aplaude o prefeito pela dádiva. Por outro, movimentos que não fizeram parte dessa luta, que desacreditavam as manifestações, que não estiveram nelas, agora celebram ao lado do Prefeito a panaceia do PASSE ÚNICO.

Não tivemos espaço na mídia para revelarmos a real situação da tarifa, que nem valor estipulado pode ter, devido às fraudes deflagradas. Ninguém falou do nosso relatório. O Edony, presidente da câmara, não gostou; os opositores adoraram, mas se fizeram de desentendidos; os situacionistas não entenderam nada, pois aprovam qualquer coisa que venha da situação. Nós e as entidades que participaram e que incitaram essa discussão desde sua gênese, não fomos se quer consultados sobre o tal Passe Único. Não fomos informados da assembleia extraordinária mais rápida da história do transporte em Guarapuava, para aprovar o EDUCARD. A Rede Sul de Notícias não quis falar conosco. Não fomos convivas da festa no gabinete do prefeito. Não tiramos fotos – Movemos a história de Guarapuava, mas ficamos fora dela.

Essa nota é de esclarecimento, pois quem dita as pautas dos protestos nas ruas de Guarapuava é o MPL. Nosso objetivo é a municipalidade do transporte coletivo urbano. Frotas municipais, gratuitas, geridas pelo município. Fim do cartel e do monopólio. Fim dos mega empresários. O Passe Único é uma vitória histórica para o movimento popular de luta pelo transporte coletivo, representado nas vozes da população pobre de Guarapuava.

O vereador Coronel Elcio Melhem está certo em seus presságios: “se derem o Passe Único, logo logo terão de dar o Passe Livre”. Sua angústia se dá ao perceber que o retrocesso tem seus dias contados em Guarapuava.

NÓS VAMOS NOS FAZER OUVIR!

Guarapuava, 30 de julho de 2014.

 

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

NOTA SOBRE O SEMINÁRIO DO DIA 04/06/2014

cabec3a7alho2mpl4.jpg

SEMINÁRIO COM CARA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA!

Nesta quarta-feira (04/06/14) reuniram-se na Câmara dos Vereadores de Guarapuava os integrantes do MPL Guarapuava, o ADUNICENTRO, a APP Sindicato e o SISPPMUG com os participantes da CPI do transporte de Curitiba professor Lafaiete, Vereadora pelo PT professora Josiane e MPL Curitiba, participaram ainda da discussão DCE MovimentAção UNICENTRO, ANEL Guarapuava, integrantes do PSTU, estudantes e professores da rede pública, AUSTRACURG, professores da UNICENTRO e população guarapuavana, a fim de ouvir os relatos sobre a CPI do transporte de Curitiba e propor encaminhamentos no cenário de Guarapuava.

Uma belíssima explicação do que se entende por transporte coletivo público e mobilidade urbana, proferida pelo professor Lafaiete, abriu com chave de ouro o seminário, que teve cara de audiência pública, já que alguns poucos vereadores (da oposição do atual prefeito) participaram ouvindo atentamente aos presentes.

Casa cheia, faltaram o presidente da câmara (que não fez falta), a imprensa privada e a transmissão ao vivo do evento, que se caracterizou como um Aulão do Transporte Coletivo, alertando os presentes para a necessidade de uma Audiência Pública na nossa cidade em caráter de urgência.

A unidade das várias bandeiras que configuraram as ruas nas jornadas de junho de 2013 continuará como uma junção tática na formação de uma frente única do transporte na cidade, a qual tem como carro-chefe as propostas apresentadas e defendidas pelo MPL Guarapuava desde a sua formação em 2010.

1462739_514387255354986_8509784482630340082_o

 

Para esclarecimentos da população exigimos ontem, e foram deferidas pelos presentes sem contestação, três irremediáveis pautas:

  1. Repúdio ao PASSE ÚNICO recentemente divulgado na mídia local pelo atual prefeito. Acreditamos que essa seja uma manobra discursiva para desmobilizar as ações realizadas pelos movimentos e entidades que juntas vêm lutando pelo PASSE LIVRE estudantil na cidade. Sabemos que o financiamento desse passe sairá do ISSQN(Imposto sobre serviço de qualquer natureza), sendo mais uma manobra para manter o lucro da família Gulin, que retém a empresa Pérola há mais de trinta anos em Guarapuava, e desde a década de 50 em Curitiba, onde hoje comanda 80% do transporte público da capital. O PREFEITO NÃO ESTÁ ATENDENDO A POPULAÇÃO, APENAS A EMPRESA!
  2. Audiência Pública JÁ! Finalizados os trabalhos do GT que durante um ano arduamente estudou as planilhas fraudulentas da empresa Pérola do Velho Oeste, elaboramos um relatório final que demonstra a possibilidade do financiamento do PASSE LIVRE ESTUDANTIL nesse exato momento. Queremos uma audiência para expor nossos resultados à população guarapuavana que há mais de 30 anos espera por esse debate.
  3. PASSE LIVRE ESTUDANTIL JÁ. A bandeira do MPL nacionalmente é a tarifa zero, sem gratuismo, sem favorecimento do cartel do transporte, sem conchavos entre prefeituras e mega empresários. Sabemos que essa é uma longa e árdua discussão, mas estamos preparados para dar continuidade OCUPANDO NOVAMENTE AS RUAS, devido a emergência da situação dos estudantes em nossa cidade; E PELA POSSIBILIDADE DEMONSTRADA pelos resultados dos estudos, nos posicionamos em unidade com as entidades aqui já mencionadas pelo passe livre de todos os estudantes de Guarapuava.

Guarapuava, 05 de junho de 2014.

Publique-se.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Retrospectiva 2013

O mês de junho do ano passado foi tomado por uma onda de protestos. Milhares de pessoas tomaram as ruas para reivindicar por questões diversas. Palavras de ordem pediam melhorias na educação, menos violência, menos corrupção e outras inúmeras reivindicações foram escancaradas nos cartazes daqueles mais tímidos e até daqueles mais conservadores.

O Brasil saiu para as ruas e Guarapuava também foi tomada pelo fenômeno da internet #vemprarua. Nós do Movimento Passe Livre já estávamos nas ruas há muito e como já havíamos iniciado a discussão sobre o transporte na cidade não tivemos dificuldade em tomar a linha de frente nos protestos, direcionando a pauta das manifestações.

Fizemos parceria com a ADUNICENTRO,  DCE da Unicentro, APP-Sindicato, Sisppmug, juntamente com outras entidades, e pedimos uma Audiência Pública na Câmara de Vereadores para debater sobre o transporte coletivo na cidade. A audiência foi convocada em 11 de julho, a partir daí uma série de outras reuniões foram realizadas ao longo do segundo semestre as quais mostraram inúmeros problemas e diversas irregularidades no modelo de transporte público coletivo em Guarapuava.

Não fizemos acordo com a prefeitura e tampouco acreditamos que o PASSE LIVRE para os estudantes seria implantado, por isso, formamos em parceria com as entidades supracitadas um Grupo de Trabalho (GT), o qual exaustivamente tratou de estudar a contagem dos giros das catracas, os gastos, despesas e possíveis lucros da empresa Pérola D’Oeste (concessionária do transporte público).

 

No final do ano, mediante as pressões exercidas, o poder público propõe a implementação do PASSE LIVRE para os estudantes de baixa renda, que fossem nascidos em Guarapuava e com uma série de restrições absurdas para ser implantado no período letivo de 2014. Não aceitamos tal proposta e numa manifestação mais branda frente a Prefeitura, o prefeito não apareceu para nos ouvir. Aguardando a finalização dos estudos do GT, não discutimos mais com a prefeitura e tampouco acreditamos que o PASSE LIVRE para os estudantes seria implantado.

Os cálculos desse estudo foram realizados por professores doutores das ciências econômicas e contábeis da UNICENTRO. Os documentos apresentados pela empresa Pérola D’Oeste eram enviados com rasuradas ou as planilhas incompletas o que dificultou ainda mais o nosso trabalho. A proposta de estudar como acontece a concessão do transporte público é um direito de todo o cidadão, a nossa ideia é a de provar que a empresa tem condições reais de subsidiar o PASSE LIVRE para os estudantes, sem que haja oneração para a população, ou seja, sem que esse dinheiro seja tirado do nosso bolso, mas sim dos cofres da própria empresa, já que é ela que vive dos lucros às custas do trabalho do trabalhador Guarapuavano.

Finalmente, conseguimos chegar a alguns considerações finais no início de 2014 com o Relatório Final do GT, o qual apresenta explicitamente IRREGULARIDADES. Por exemplo: nos meses onde há o período de férias, há o maior giro de catracas, ou seja, os estudantes mesmo não indo para a escola naquele período, estariam passeando de ônibus todos os dias? Esse é um de nossos questionamentos.

Fonte: Planilha entregue pela Concessionária, utilizada pelo órgão fiscalizador – Guaratran.

 

Iniciamos o ano de 2014 com uma nova surpresa. A fim de controlar a revolta da população frente ao relatório que apresentado recentemente, a prefeitura nos surpreendeu com mais uma proposta ridícula. Para aqueles menos avisados, o estudante poderá pagar uma única tarifa e andar de ônibus à la vonté, uma forma muito inteligente de investir na educação. Parabéns ao poder público de Guarapuava por tentar ludibriar os seus estudantes, que ora são chamados de futuro da nação. PASSE ÚNICO NÃO É TRANSPORTE PÚBLICO!

O MPL Guarapuava, com o fôlego retomado, inicia o ano 2014 com novas demandas na pauta de reivindicações, uma delas é divulgar aos cidadãos guarapuavanos as irregularidades encontradas na forma como a empresa Pérola D’Oeste calcula as tarifas dos estudantes. Outra meta é mostrar para a população Guarapuava que a própria Pérola tem lucros o suficiente para bancar o PASSE LIVRE dos estudantes.

PASSE LIVRE JÁ!

 

 

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Grande Ato pelo Passe Livre em Guarapuava

Image

O dia 30 de Agosto é marcado pelo repressão policial aos manifestantes que estavam em greve em 1988 em prol da educação. São 25 anos de memória da brutalidade estatal sobre os cidadãos que vão às ruas protestar.

O MPL Guarapuava em apoio e solidariedade aos professores da rede pública, na luta pelo Passe Livre e pela desprivatização do transporte coletivo em Guarapuava, convida você a participar desse ato, que tem como pauta as seguintes reivindicações:

1. Redução e congelamento da Tarifa para R$ 2,20.

2. Passe Livre Estudantil.

3. Passe Livre para toda a população Guarapuavana.

4. Desprivatização do transporte coletivo em Guarapuava e Frota Pública.

Participe dessa luta você também!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Nunca dormimos

 No dia 18 de junho de 2013, integrantes do MPL Guarapuava dirigiram-se até o escritório do COMUTRA na tentativa de protocolar o ofício 001/2013, o qual pedia a participação dos membros do MPL nas discussões sobre o PAT – Programa de Aparelhamento e Modernização do Sistema de Transporte Coletivo no Município de Guarapuava. Solicitamos o congelamento da tarifa para o valor de R$ 2,20 (dois reais e vinte centavos), preço cobrado no ano de 2010, anterior ao primeiro aumento. Solicitamos ainda, a construção de um projeto com a proposta de municipalização do transporte na cidade.

Tivemos o nosso pedido NEGADO. Fomos informados de que o PAT está desativado. Dessa forma, não poderíamos protocolar o nosso ofício e nossa pauta foi ignorada.

No dia 20/06/13 participaremos da reunião do COMUTRA na Câmara dos Vereadores, às 8:30 da manhã. Contamos com a participação da população.

No sábado, dia 22/06/13, às 10:00horas, em frente a Praça Cleve, tomaremos as ruas de Guarapuava, em sinal de repúdio à tarifa abusiva praticada por mais de 30 anos de monopólio em nossa cidade. Até lá!

 

MPL Guarapuava

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Reportagem da rádio Cultura AM 560

Hoje um dos membros do coletivo deu algumas informações sobre o cine-debate que irá ocorrer nesta quinta e sexta-feira. A reportagem de Luãn Chagas pode ser ouvida no link abaixo.

http://www.centralcultura.com.br/noticia.asp?id=19264

Publicado em Informes, Mídia | Deixe um comentário

Cine-debate: “Pule a catraca e venha ao cinema.”

Neste mês de Novembro o Movimento Passe-Livre de Guarapuava promoverá o cine-debate “Pule a catraca e venha ao cinema”. O evento faz parte das programações do Dia Nacional Pelo Passe-livre (26 de outubro) que aconteceram pelo Brasil. Divido em dois dias (08 e 09 de Novembro), o cine-debate contará com mostra de documentários que ilustram a luta pelo passe-livre em algumas capitais do país, debates e uma fala do Prof. Dr. Lisandro Pezzi Schmidt do DEGEO, a partir das 14h em ambos os dias.

Local: Cine Unicentro

PROGRAMAÇÃO (a partir das 14h):

08/11

O paradoxo da espera do ônibus – 2007

O distúrbio está só começando – Distrito Federal/2005

O distúrbio já começou – Distrito Federal/2007

09/11

Impasse – Florianópolis/2010

Fala do Prof. Lisandro

Entrada Franca

Publicado em Programações | Deixe um comentário